Notícia

Queda nas vendas do comércio de Palmas pode estar relacionada à troca de governo do Tocantins

  • 12 de abril de 2018 - 16:36

Os números apresentados pelo SPC Brasil por meio da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) de Palmas mostram uma diminuição nas vendas a crédito em 4,6% no período de 01 a 31 de março de 2018, em relação ao mesmo período do ano passado. Essa queda nas vendas pode estar relacionada à instabilidade política que afetou o Tocantins durante o mês, quando ocorreu a mudança de governo, como explica Siges Leal, gerente comercial da CDL Palmas.

 

“Analisando os números do SPC Brasil neste primeiro trimestre, observamos que tivemos um crescimento no número de consultas no nosso banco de dados de janeiro a fevereiro. Isso significa que as pessoas foram mais ao mercado procurar crédito, procurar uma forma de comprar. Já em março, nós tivemos uma queda significativa. A gente entende que essa instabilidade política pode ter afetado o comércio”, pontuou.

 

Ainda segundo Siges, o momento crítico vivido pela política do governo tocantinense também refletiu na quantidade de negativações. “Em janeiro, nós tivemos um número baixo de registros de negativados. Em fevereiro, o número de registros foi, inclusive, quase 20% menor que o mesmo período no ano passado. Já em março, teve um salto muito alto. A inclusão em nosso banco de dados teve um aumento de 28,8%, em comparação ao mesmo período do ano anterior. Tivemos mais de 14 mil pessoas sendo negativadas em Palmas”, explicou.

 

A recuperação de crédito nesse período também apresentou queda. Foi negativa em 9,5%, comparado aos dados de 2017. Pelos números apresentados desde janeiro, março foi o que apresentou um estado mais crítico.